Browsed by
Categoria: Bebês

Cuidados com o bebê no verão!

Cuidados com o bebê no verão!

 

cuidados bebeSeparamos algumas dicas de cuidados importantes com seu bebê durante a época mais quente do ano!

O sol pode fazer mal para a pele do seu bebê, assim como para a nossa, se não tomarmos cuidados.

Para bebês com menos de 06 meses, o ideal é evitar a exposição prolongada no sol.

E quando estiver no sol com bebê, mesmo que apenas por alguns minutos, use sempre chapéu e guarda sol para proteção dele, e aplique protetor solar nas partes expostas como rosto e braços. Você não vai sentir o tempo passar e a pele dele é mais sensível que a sua.

Sempre prefira marcas de proteção solar que sejam específicas para bebês pois tem fórmula mais delicada. E procure testar o produto 24 horas antes em um pedaço da pele do bebê para verificar possíveis alergias.

Tanto você quanto seu bebê devem evitar o sol das 10 às 16 horas.

Mesmo fora do sol o calor do verão pode prejudicar bebês e crianças pequenas, pois elas desidratam com facilidade e não sabem dizer o que estão sentindo.

Lembre-se que apesar do bebê ser sensível ele sente a temperatura como nós. Não é necessário colocar manga comprida no bebê se está muito calor e você mesma está usando shorts e regata. Coloque uma roupa leve e fresca e tenha a mão uma manta ou casaquinho caso vente ou o bebê se esfrie.

O calor e desidratação podem causar moleza, falta de apetite, febre e até vômito e diarréia. Lembre-se sempre de hidratar os pequenos com água! E ofereça também sucos naturais e frutas para ajudar na hidratação.

Durante o verão, na praia, no clube, parque ou casa de amigos, sempre fique atento se tiver piscina por perto. As crianças adoram uma brincadeira na água e em um segundo podem estar em perigo!

Em parques e jardins, apesar do contato com a natureza ser bom, é importante ficar de olhos abertos para que bebês e crianças não levem a boca ou comam plantas e pequenos insetos que podem ser venenosos.

Para crianças menores de 01 ano o ideal é estender uma manta/toalha na grama e as deixar em cima da manta e não em contato direto com o chão.

Uma opção para colocar o bebê nas situações mais variadas é uma boia de piscina. Você encontra várias com formato oval ou redondo que podem acomodar o bebe dentro e é fácil de carregar. Ela serve como um bercinho mantendo o bebê seguro lá dentro.

Nesta época mais quente os insetos também estão por toda parte, para se proteger use mosquiteiros e se for necessário use repelente de marcas indicadas para crianças. Nunca espirre o repelente próximo ao rosto da criança; e sempre procure lavar as áreas de aplicação após estar em área livre dos insetos.

Apesar do calor, para dormir o ideal é que não se deixe ventiladores ligados no quartinho do bebê, pois o vento direto sobre a pele não faz bem. O ar condicionado até pode ser usado em situações de muito calor, se não for direto sobre a criança, em temperaturas não muito frias, como 21 ou 22 graus e com a porta aberta (pois cômodos com porta fechada tendem e ficar muito gelados com o ar ligado), e nesta situação o ideal é colocar uma manta leve sobre as pernas e cintura do bebê.

 

Tome alguns cuidados e aproveite seu verão!

Linguagem de Sinais para Bebês!

Linguagem de Sinais para Bebês!

sinais-bebe

Você sabia que a partir dos seis meses seu bebê já possui capacidade para se comunicar por sinais?

E isso não tem nada haver com problemas de audição.

Você pode ensinar linguagem de sinais para seu bebê para que ele possa se comunicar e expressar o que ele está sentindo.

A intenção é que o bebê possa começar a se expressar mesmo antes de conseguir pronunciar palavras, associando sinais a expressões verbais. O bebê ouve a palavra e associa ao sinal mostrado e futuramente vai repetir o sinal para demonstrar aquela palavra.

Se você pensou que talvez isso possa atrasar a fala do seu bebê, não se preocupe, estudos do Instituto Nacional da Saúde nos Estados Unidos (National Institute of Health) mostram que os bebês que aprendem a se comunicar por sinais, acabam aprendendo a falar mais cedo!

A linguagem de sinais para bebês foi desenvolvida pela primeira vez nos Estados Unidos, nos anos oitenta, e por isso é possível encontrar bastante material a respeito em inglês. Mas mesmo aqui no Brasil é possível encontrar alguns livros, e sites a respeito em uma busca sobre o assunto.

O conceito é tão versátil que você pode criar todos os sinais exclusivamente para você e seu bebê.

O que vale é a intenção de adiantar essa comunicação entre vocês dois, com muita paciência, carinho e persistência.

Nos recomendamos assistir ao vídeo da Flávia Calina a respeito, ela explica bem sobre a teoria da linguagem de sinais para bebê e como ela usa com sua filha.